segunda-feira, 9 de março de 2015

Um domingo em Istanbul - Capítulo 21

Domingo, 30 de agosto de 2014... e a viagem a Istanbul prossegue. Depois de visitar a Ex-Igreja de São Salvador em Chora e passear pelas muralhas, voltei à cidade nova, mas precisamente ao bairro Beyoglu onde está situada uma das atrações mais visíveis da cidade, a Torre de Gálata, com 70 metros de altura, construída no Império Bizantino, pelos genoveses em 1348. A Torre fazia parte do Forte de Gálata e resistiu ao tempo e aos terremotos que já abalaram a cidade.  
A subida dos onze andares é feita através de elevador, são dois, mas com capacidade para poucas pessoas o que resulta numa fila quase desanimadora. Como era domingo, os locais também a visitam, mas talvez durante a semana e nos primeiros horários não deve ter muito movimento.
Todo esforço - no caso esperar quase uma hora - é recompensado com a bela vista do Chifre de Ouro e da cidade com suas belas Mesquitas e Palácios.
É um visual de tirar o fôlego e fiquei com uma sensação de estar fazendo parte de um filme.

Como vocês podem observar na foto, há pouco espaço para transitar no topo da Torre. Fotografe rápido e continue andando até completar os 360 graus.
A Ponte de Gálata de 1994 que une as duas partes européias de Istanbul. Do outro lado, a Mesquita Nova, o Bazar das Especiarias e a Mesquita de Suleiman.

No restaurante da Torre, durante o jantar, acontecem shows de música folclórica turca e dança do ventre.
Após a visita saí e andei sem rumo pelo bairro, em direção à Ponte de Gálata. E bastava olhar para trás que de longe avistava a Torre.
Na Ponte de Gálata encontrei um grande mercado de peixes e alguns restaurantes. 
Poderia ter parado em um dos diversos restaurantes que estão sob a Ponte, mas...
...fiz como os locais e arrisquei comer um sanduíche de peixe frito comprado numa barraquinha. E se hoje estou aqui contando isso é porque tudo correu bem e sobrevivi.
 Vista da costa de Beyoglu com a Torre de Gálata ao fundo.
 

 Final de tarde e os pescadores chegando para garantir o peixe do jantar... 
 Mesquita Nova

Não há como negar, todas as Mesquitas são muito bonitas! Esta começou a ser construída em 1597.
O domingo foi maravilhoso, mas estava acabado e muito cansado! Por isso fui relaxar no Çemberlitas, o mais tradicional dos banhos turcos de Istanbul. Esta casa é mais frequentada por turistas do que pelos locais e tem sido usada como locação para filmes e editoriais de moda. isso tudo por conta da beleza do lugar. Infelizmente não podemos fotografar.  
Fica apenas o registro da entrada. Homens e mulheres fazem o banho separadamente. Mas,a credito que a ala masculina seja a mais bonita. A Sala quente só para ter uma ideia, possui teto abobadado com doze arcos sustentados por colunas de mármore. Impressionante. 

A única foto que fiz, antes de entrar no vestiário, sorte que ninguém viu.  No vestiário, o atendente entrega a chave de uma cabine e lá ganhamos toalha e o pestemal - tipo um pareô -  para poder fazer o banho. Funciona assim: entramos na sala quente onde há uma pedra ´circular enorme de mármore e ali permanecemos deitados. O mármore é quente. Depois de alguns minutos começamos a fazer o "banho turco", ou seja, um massagista turco chega e tenta falar algo, acho que pediu a luva que me entregaram. Pega essa luva e começa a esfregar o seu corpo. Depois pega um saco cheio de espuma e espalha pelo seu corpo, começa a esfregar e a massagear ao mesmo tempo..e torce pescoço, e dobra perna...quando você pensa que já está todo quebrado...ele pega um balde com água quente e joga em você. É divertido e relaxante. Mas não acabou. Você sai da Sala quente e vai para a  Sala Fria. E como se fosse uma criança,, o massagista te dá um banho, passando shampoo, sabonete e jogando mais água. Pronto, terminou. Mas você pode continuar relaxando, se quiser, na Sal quente. Eu fiz isso e logo depois fui embora. Quem quiser pode fazer massagens e outros tratamentos, mas claro, tudo tem seu preço. Pelo banho, paguei 30 euros. Mas valeu a pena, saí de lá relaxadíssimo!

7 comentários:

  1. Que legal Jorge. Você conseguiu fazer quase tudo. Até sanduíche de peixe frito e o famoso banho turco. Avisa quando for fazer outra excursão. Quem sabe a gente se encontra de novo. 😄

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Candida
      Espero encontrar vocês em viagens futuras!
      Beijos

      Excluir
  2. Eu já tinha conhecimento de como se dá este banho, mas, realmente, deve ser uma sensação fascinante. Beijos querido,
    Maria Marçal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria
      É um ritual incrível! Muito bom mesmo.
      Beijos

      Excluir
  3. Duas coisa que não fizemos. Visitar a torre e o banho. Quem sabe na próxima!

    ResponderExcluir
  4. Ah! O sanduiche tb queria provar. Como já não estava bem desisti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre a torre o banho e o sanduíche, o melhor é o banho srrssrsrsr. Mas a Torre tem, de fato, bela vista e o sanduba é mais para tirar uma onda, pois peixe frito é peixe frito....
      beijocas

      Excluir

Curtiu a viagem? Então comente e deixei o blogueiro feliz!

Balcão de Perguntas

Nome

E-mail *

Mensagem *